Rua Coronel Joaquim Manoel, 615, sexto andar, sala 606 - Petrópolis, Natal - RN, 59012-330

Profissional capacitado e tecnologia avançada a favor do seu sorriso!
Horários

Seg-Sex: 08:00 A.M - 18:00 PM

Contato

(84) 3202-2954 WhastApp

Agendamento Online!

Agende sua consulta aqui

Horários

Seg-Sex: 08:00 A.M - 18:00 PM

Agendamento Online!

Agende sua consulta aqui

Clareamento dental. Caseiro ou no consultório e o preço?

Ultimamente, um dos procedimentos mais procurados pelos pacientes nas clinicas odontológicas é o clareamento dental. Quem não quer ter um belo sorriso para postar nas redes sociais, ou simplesmente quem não quer ficar com os dentes com uma aparência limpa e branquinha, não é mesmo? Não estar satisfeito com o sorriso pode lhe atrapalhar em muitas situações na vida, como simplesmente deixar de sorrir por estar incomodado com a sua cor. A questão estética se transformou em uma preocupação e prioridade para a maioria das pessoas, não só para melhorar o convívio social mas também o profissional. Esse problema pode ser tratado facilmente quando existe um diagnostico correto da causa e quando é feito por um profissional qualificado. Existem vários fatores que escurecem os dentes e diferentes tons de escurecimentos, portanto, somente um diagnostico adequado executado por um profissional, irá determinar qual é a causa presente no seu caso e consequentemente qual a melhor forma de clarear o seus dentes.

Infelizmente, com o aumento da procura por este tipo de procedimento também veio o aumento da desinformação ou informação errada a respeito dele. É cada vez mais comum nas redes sociais ou em canais de vídeo pela internet, a disseminação de que não há necessidade de procurar um profissional e que você pode fazer o clareamento dental por conta própria com a utilização de produtos caseiros ou com “clareadores” comprados diretamente pela internet. Produtos como: argila, carvão, água oxigenada, limão, bicarbonato de sódio, casca de laranja e banana, entre outros estão sendo rotulados como clareadores de baixo custo que irão clarear o seu sorriso sem a necessidade de ir ou ser supervisionado por um dentista.

As substancias acima mencionadas como “clareadores dentais” têm mecanismo de ação através da fricção deles sobre a superfície do dente. Por mais que algumas empresas, que vendem produtos ditos “clareadores dentais”, afirmem que a abrasividade deles é baixa, o seu mecanismo de ação é exclusivamente por atrito (abrasão) da escova com o produto sobre o esmalte dental. Portanto, é informado no manual de utilização desses produtos que o clareamento só ocorrerá se ele for usado constantemente e todos os dias, ou seja, desgastando a camada superficial de proteção do dente. É importante ressaltar que nenhuma solução caseira ou mesmos os produtos vendidos deliberadamente pela internet possuem a prometida ação clareadora se forem somente aplicados sobre os dentes, então não podemos classifica-los como substancias clareadoras. O desgaste não controlado do esmalte irá gerar graves consequências para a estrutura dental e consequentemente para a sua saúde. Conforme ele vai sendo desgastado, mais dentina (parte interna do dente de cor amarela, variando do claro ao escuro) estará exposta e quanto mais ela aparece, mais amarelo ou cinza seu dente irá ficar, sem possibilidade de voltar à cor original de forma natural. Esse desgaste também pode se estender aos tecidos moles, o atrito e abrasão ocasionado por esses produtos causam retrações gengivais e sensibilidade dentária irreversível.

Agora que você já sabe dos riscos e malefícios de tentar clarear dentes com procedimentos sem comprovação científica e com substancias ineficazes, iremos ver que existe basicamente três formas de clarear o dente no consultório odontológico. Elas são:

  • Por ação mecânica com uso de agentes abrasivos que removem apenas manchas superficiais de esmalte não ocasionadas por pigmentos contaminantes.
  • Por ação química que utilizam alvejantes que removem tanto as manchas superficiais quanto as profundas ocasionadas por pigmentos.
  • Por recobrimento da face do dente que são as prótese do tipo lentes de contato dentais ou facetas -link-, elas irão mascarar a cor da estrutura dental.

Lembrando que todos esses tratamentos devem ser feitos por/sob supervisão do cirurgião dentista.

Quando são empregados cada tipo de clareamento no consultório?
– Os agentes abrasivos são utilizados para casos bem específicos de alteração de cor do esmalte como na fluorose dental, uso contínuo de antibióticos durante a formação dos dentes ou mesmo defeitos em sua formação. Esse procedimento é chamado de microabração, com um instrumento rotatório é empregado ácido hidroclorídrico (18%) ou ácido fosfórico (37%) associado à pedra pomes. Esta técnica pode remover uma ou mais camadas do esmalte, dependendo da profundidade das manchas. Vale a pena lembrar e ressaltar que essa técnica de abrasão é superficial, controlada, e usada apenas para esses casos específicos. Ou seja, o dentista saberá com segurança o quanto pode ser desgastado de esmalte para obtenção de bons resultados. Diferentemente dos “métodos caseiros”, realizados de forma indiscriminada e rotulados como funcionais para todos e qualquer tipo de mancha, que usam “substancias clareadoras caseiras” abrasivas desgastando o esmalte irreversivelmente.

– Os agentes químicos clareadores são utilizados em manchas ocasionadas por corantes ou pigmentos absorvidos pela estrutura dental ao longo dos anos, que tornaram esses dentes mais “escuros”. Diferentemente das soluções caseiras, a ação clareadora não é promovida as custas da abrasão da superfície do esmalte dental, há apenas a absorção do gel clareador pelo esmalte e a sua ação alvejante ira dissolver e remover os pigmentos ali presentes deixando o dente mais claro como um todo. Essa é a metodologia mais segura e comumente empregada para clareamento dentário.

– O tratamento por recobrimento da face vestibular do dente é feito com próteses do tipo lente de contato dental ou faceta. Nesta modalidade de tratamento, não so a cor do dente pode ser alterada a gosto independentemente da cor do substrato (o dente), bem como a correção de inclinações, formato e tamanho dos dentes. Saiba mais sobre essa técnica aqui -link-.

Clareamento Dental profissional com gel. Como funciona, como é feito e seus cuidados?
É a metodologia mais usada na clinica odontológica. O gel clareador tem uma formulação alvejante que pode ser feita tanto com o peróxido de hidrogênio quanto o de carbamida, em concentrações variadas. Esse gel entra em contato com a superfície do dente e é ativado por um processo químico, como resultado há formação de oxigênio. O oxigênio liberado penetra no esmalte do dente e quebra as partículas de pigmento que o deixam amarelado. Sem esses pigmentos, a reflexão de luz no dente fica maior tornando o mesmo mais claro. Neste procedimento, o dentista tem que colocar uma barreira protetora entre o dente e a gengiva, assim como utilizar afastadores bucais para que lábios e língua não entrem em contato com o produto.

Outro método com gel clareador é feito com uso de um kit de clareamento. Esse kit, fornecido pelo dentista, contem uma seringa com gel e uma moldeira individualizada (fabricação personalizada) adaptada à boca de cada paciente. Como o gel  possui concentração bem mais baixa do utilizado em consultório,  o paciente faz uso da moldeira com o produto diariamente por um período mínimo de 15 dias supervisionado com consultas periódicas ao dentista. A desvantagem desse método é a demora na obtenção do clareamento que pode acontecer em alguns casos devido a características estruturais dos dentes e a não cooperação do paciente em utilizar as moldeiras pelo tempo necessário estipulado pelo dentista.

Nesses dois métodos, cuidados são necessários para a estabilização e permanência do resultado pós clareamento. Na alimentação, evitar alimentos ácidos, como frutas cítricas e temperos mais fortes que podem causar sensibilidade dentária após o procedimento. Na higienização bucal é fundamental seguir as recomendações dos produtos que podem ser usados após o tratamento. Por fim, hábitos como o tabagismo que prejudicam e contaminam as estruturas dos dentes devem ser eliminados, o consumo elevado de comidas e bebidas com corantes (alimentos coloridos) e o uso de batons com cores fortes devem ser evitados logo após o termino do clareamento dental.

O clareamento funciona para todas as pessoas e para todos os dentes?
Como cada indivíduo é um ser único, os resultados obtidos também serão individualizados. Por isso que é importante, primeiramente, fazer um diagnóstico correto da causa do escurecimento do dente de cada paciente. Sabendo a causa, o dentista irá escolher uma das três metodologias citadas e empregar a metodologia correta em cada caso para obter os resultados desejados.

Portanto, volto a ressaltar, o clareamento dental é um procedimento simples e seguro quando feito de maneira correta e por profissionais habilitados. Mas pode apresentar efeitos adversos irreversíveis se executado sem critérios e da forma que está sendo banalizado pela mídia e por empresas que vendem produtos milagrosos, sem nenhuma comprovação científica publicada de seus resultados e que visam somente o lucro em massa. É fato que, nenhum carvão, argila, casca de fruta, bicarbonatos, entre outros iram clarear seus dentes se forem somente aplicados sobre os mesmos, portanto não são substancias clareadoras como os géis clareadores. Somente através de desgaste do esmalte é que essas substancias irão, em alguns casos, lhe dar a sensação de ter clareado os dentes as custas do desgaste da proteção deles que é a camada superficial de esmalte.

Mas afinal, quanto custa clarear os dentes da maneira segura e correta?
Devido as normas éticas do conselho federal de odontologia (CFO), é vedado a qualquer cirurgião dentista a divulgação do preço nominal de seus procedimentos fora do consultório odontológico. Porém o mais importante aqui, no meu ponto de vista, não é publicar uma tabela de valores para efeito comparativo de preço com outros profissionais, e sim lhe informar e educar qual é a forma mais correta de realizar um orçamento para o paciente. Essa discussão envolve alguns conceitos que foram vistos na seguinte publicação -link- que aconselho a sua leitura para complementar o seu entendimento. A precificação dos procedimentos, serviços, é feita com a soma dos custos e lucros envolvidos para execução dos mesmos, sabendo disso um paciente que foi avaliado e diagnosticado para clarear os dentes através de duas sessões com gel clareador em consultório irá pagar o mesmo daquele que fará cinco, será que essa afirmação parece justo pra você? Espero que não, mas este exemplo mostra a forma mais comum de precificação na clinica odontológica que é o uso de preço tabelado para cada procedimento, independentemente do fator individualização de cada paciente. Aqueles pacientes que serão tratados mais rapidamente, (menos sessões) pagaram mais compensando o valor menor cobrado daqueles que irão ter mais sessões para obter o clareamento dental, essa é a lógica por trás dessa metodologia de cobrança. Para o profissional, pode ser até mais fácil e cômodo tabelar os procedimentos, mas saiba que definitivamente não é a forma mais justa de fazê-lo.

Com relação ao preço do tratamento, se é caro ou não clarear dentes em consultório? A resposta para essa pergunta está diretamente ligada ao seguinte conceito, o de valor.  Quando você vai ao dentista em busca de um tratamento você pagará pelo procedimento executado, defino aqui de preço, e você também vai pagar pelos benefícios embutidos neles, defino aqui de valor. Para o paciente que não dar valor a saúde e cuidados bucais sempre irá achar que ir ao dentista é caro e provavelmente irá investir o seu dinheiro em outros bens que tenham “mais valor” como por exemplo, a aquisição de um carro novo. Já aqueles que valorizam o seu sorriso, sempre me relatam ao final do tratamento que o esforço dedicado foi válido devido a satisfação obtida com o resultado. Esses relatos de depoimentos não são criticas e nem elogios pessoais são apenas constatações do dia a dia da minha clinica odontologia e tem o meu mais sincero e profundo respeito por cada tipo de opinião, e para mim, definem e respondem resumidamente o quão caro ou barato podem ser os tratamentos odontológicos.

Finalmente, no consultório Dental Harmony, é praticado a precificação individualizada para cada caso, usando apenas valores de tabela para custos dos procedimentos e não para os valores dos tratamentos, o valor final do seu tratamento irá depender dos materiais e serviços envolvidos para a execução. O paciente não pagará nem mais nem menos, pagará o preço justo para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *