Rua Coronel Joaquim Manoel, 615, sexto andar, sala 606 - Petrópolis, Natal - RN, 59012-330

Profissional capacitado e tecnologia avançada a favor do seu sorriso!
Horários

Seg-Sex: 08:00 A.M - 18:00 PM

Contato

(84) 3202-2954 WhastApp

Agendamento Online!

Agende sua consulta aqui

Horários

Seg-Sex: 08:00 A.M - 18:00 PM

Agendamento Online!

Agende sua consulta aqui

Tipos de próteses dentárias, qual é a melhor?

Ter um sorriso bonito e funcional ao longo da vida é importante não só para a autoestima mas também é fundamental para a manutenção das funções vitais de toda a boca. Embora presente na boca de muitos pacientes, as próteses dentárias ainda despertam muitas dúvidas nas pessoas. Como as perdas dentárias são tratadas atualmente? Quais as alternativas disponíveis? Quais as próteses mais indicadas para cada caso? Quem está habilitado a fazer? A consulta com um cirurgião-dentista é essencial para responder esses e outros questionamentos individualmente. No entanto, com propósito educativo e elucidativo sobre o tema, veremos adiante quais são os diferentes tipos e indicações mais comuns para as próteses odontológicas. Afinal, sorrir traz muitos benefícios para a saúde e bem-estar de qualquer pessoa.

O que é a prótese odontológica?
 Também chamada de prótese dental ou prótese dentária. Ela tem a função de repor um ou mais dentes perdidos, restabelecendo as funções mastigatória, fonética e estética dentais. A perda dos dentes é um problema bastante comum e tem como causa inúmeros fatores como cáries, doenças ou acidentes.

É importante saber que a perda de um elemento dentário representa mais que um simples problema estético, o desenvolvimento de graves alterações funcionais como a movimentação dos dentes próximos e a reabsorção óssea local é negligenciado pela maioria das pessoas que passam por esse problema. Com o passar do tempo, e consequente agravamento do caso, problemas psicológicos como a autoestima do paciente também fica seriamente afetada.

Na clinica odontológica atual existem muitas opções de próteses que cumprem funções adequadas para cada necessidade. É importante relembrar que a reabilitação bucal, trazida pelas próteses, é conquistada a partir da análise e diagnostico criterioso de cada caso.

Para entendermos as indicações, é preciso conhecer melhor os tipos de próteses existentes. A seguir, serão demonstradas as soluções protéticas mais comuns e as mais atuais e modernas com implantes dentários, que prometem trazer de volta um sorriso mais bonito e harmônico para o paciente.

Tipos de próteses odontológicas
Podemos dividir as próteses em dois principais grandes grupos que irão apresentar subdivisões. Elas podem ser próteses fixas ou removíveis. As fixas tem essa designação devido a impossibilidade de remoção delas da boca pelo paciente, ou seja elas são feitas para serem fixadas definitivamente na boca. Já as removíveis, como o próprio nome determina, podem ser removidas da boca do paciente, possuem retenção passiva no qual o paciente possui acesso a sua remoção. Como foi dito, esses dois grandes grupos apresentam subdivisões de classificação. Os critérios para essas subdivisões envolvem principalmente a quantidade de dentes perdidos, o tipo de suporte da prótese e o material envolvido na sua confecção. Sabendo disso, as próteses fixas podem ser: unitárias ou múltiplas, sobre dentes ou implantes dentários e feitas em resina, metal ou cerâmica. As removíveis, são parciais (ausências de alguns dentes) ou totais (ausência de todos os dentes, também chamadas de dentaduras), com retenção em dentes, implantes ou somente em mucosa e feitas em resina, metal e alguns casos cerâmica. Saiba mais sobre o assunto -link- .

Vamos agora avaliar as características de cada tipo de prótese individualmente, com suas vantagens e desvantagens. Iremos começar pelos tratamentos mais simples que são as próteses removíveis.

– Prótese total, a famosa dentadura. É recomendada para casos em que houve perda de todos os dentes. Ela é feita a partir de moldagens que reproduzem a anatomia da arcada superior (maxilar) e da arcada inferior (mandíbula) do paciente. Depois de pronta, a prótese fica apoiada sobre a mucosa, ou seja, na gengiva, o que permite a sua colocação e a retirada da boca. A vantagem desse tratamento é o custo reduzido e a grande desvantagem é que não é um tratamento com grande durabilidade devido a perda óssea acelerada nos pacientes desdentados totais. Fator esse causador das folgas e desadaptações nas próteses ao longo do tempo, sendo necessário a confecção de novas próteses com certa frequência.

– Prótese total tipo Overdenture. Esse tipo de prótese total removível possui suporte em implantes dentários e sobre a mucosa. A vantagem desse tratamento é a presença de apoio parcial sobre os implantes. Isso gera aumento da retenção da prótese (maior facilidade na mastigação dos alimentos) impedindo que ela saia da boca de forma indesejada e maior conforto na sua utilização pois boa parte de sua retenção é sobre os implantes e não sobre a mucosa. Comparado com a prótese total convencional possui custo maior.

– Prótese parcial, ou PPR. É indicada para pacientes que possuem um número razoável de dentes remanescentes. No entanto, a saúde desses dentes precisa ser levada em conta, pois eles servirão de apoio para a estrutura metálica de suporte da prótese. A vantagem desse tratamento é a rapidez para realiza-lo devido a necessidade de poucas sessões em consultório e a grande desvantagem é o desconforto e o desgaste continuo dos dentes de suporte pelos grampos metálicos de retenção presentes nesse tipo de tratamento. Esses grampos, também podem ser visíveis e se tornarem altamente antiestéticos em alguns casos.

As próteses fixas possuem uma variedade maior de tipos e são classificadas como:

– Próteses fixas sobre dentes. Tem como objetivo restaurar, parcialmente ou na totalidade, a coroa de um ou mais dentes ou mesmo compensar a sua ausência. Podem ser unitárias (coroas, lentes de contato dentais, e onlays/inlays) ou múltiplas (pontes fixas e adesivas). A vantagem dessas próteses é a resistência, durabilidade e estética que elas proporcionam as expensas de um custo maior que as próteses removíveis do tipo PPR.

– Próteses fixas sobre implantes. Confeccionadas sobre implantes dentários, podem ser unitárias (um dente) ou múltiplas (vários dentes). Como são confeccionadas sobre os implantes, elas apresentam como principal vantagem a ausência de desgastes em dentes naturais que se fazem necessários nas próteses fixas sobre dentes. Possuem custos próximos aos das próteses fixas sobre dentes.

– Prótese total fixa sobre implantes, ou tipo Protocolo. Ela é uma prótese total (ausência de todos os dentes na boca), fixa e com retenção exclusivamente sobre implantes dentários. Ela pode ser confeccionada com infraestrutura metálica e dentes em resina ou cerâmica, ou com infraestrutura cerâmica e dentes também em cerâmica (protocolo em cerâmica pura, metal-free, ou zirconia). A ausência de suporte em mucosa garante ao paciente conforto, segurança e resistência mastigatória. Tem como principal vantagem a presença dos implantes dentários osseointegrados que reduzem a grande reabsorção óssea presente nos pacientes desdentados totais, proporcionando grande durabilidade no tratamento. É o tratamento mais moderno para esses pacientes e a sua única desvantagem é o custo, devido a maior quantidade de sessões e etapas laboratoriais para confecção deste tipo prótese.

Afinal, qual é a melhor prótese?
Podemos afirmar que na odontologia atual ainda existem soluções protéticas clássicas como próteses totais removíveis (dentaduras), próteses parciais removíveis (PPR), e próteses fixas sobre dentes com estruturas metálicas (coroas unitárias metalo-cerâmicas) que são utilizadas a bastante tempo porém estão cada vez mais em desuso e sendo substituídas por tratamentos mais modernos. Técnicas de preparo e matérias estruturalmente mais evoluídos como próteses sobre implantes e próteses sem metal (totalmente em cerâmica) sobre dentes são o “padrão ouro” da odontologia moderna e são as minhas indicações como “melhor tipo de prótese” para o seu tratamento. No consultório Dental Harmony trabalhamos com as técnicas e matérias mais atuais (Saiba mais sobre o assunto -link-), entretanto, o nosso objetivo e metodologia de trabalho é oferecer as várias opções de tratamento possíveis para cada caso. A escolha do tipo de tratamento é feita exclusivamente pelo paciente. Nossas orientações e esclarecimentos de duvidas sobre tempo, custos, vantagem e desvantagem de cada modalidade de tratamento permitirão que você faça a escolha certa e o julgamento correto do melhor tipo de prótese para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *